Médica psiquiatra e psicanalista argentina, radicada em São Paulo desde 1977. No seu país de origem, foi  Chefe do Departamento de Adolescentes do Serviço de Psicopatologia do Policlínico G. Araoz Alfaro, de Lanús, e Chefe desse Serviço de Psicopatologia, bem como docente da Faculdade de Psicologia da Universidad de Buenos Aires (UBA). Já no Brasil, atua no Instituto Sedes Sapientiae como membro do Departamento de Psicanálise, além de ser professora do curso de "Psicanálise" e coordenadora do curso "Clínica psicanalítica: conflito e sintoma". É autora do livro  Narcisismo e vínculos (2008); co-autora de Tramas da perversão (2014), Abuso sexual en la infancia (2002) e Perversão: variações clínicas em torno de uma nota só (2005); bem como co-organizadora e co-autora de A clínica conta histórias (2000), Desafios para a psicanálise contemporânea (2003), O sintoma e suas faces (2006) e Psicanálise em trabalho (2012).

LUCÍA BARBERO FUKS